ESCOLA FOCA A OBESIDADE COMO TEMA DAS AULAS

06/05/2011 14:29

 

 

Escola do interior de SP põe em foco a obesidade em todas as aulas.
Mesmo de casa a família teve participação no desenvolvimento do conteúdo.

O processo evolutivo da obesidade, uma doença que nos últimos anos se transformou em um desafio para as autoridades sanitárias, é um dos assuntos enfocados esta semana pelas escolas atendidas no Projel (Programa Jornal na Escola). Outro tema levantado pelas unidades envolvidas no programa - mantido por meio de uma parceria entre a DRE (Diretoria Regional de Ensino) e o jornal O LIBERAL - é a destinação correta do óleo de cozinha.

De acordo com dados de pesquisas recentes realizadas no Brasil, a população está engordando e a obesidade, antes uma preocupação estética, tornou-se um sério e crescente problema de saúde pública.

Com o objetivo de orientar pais e alunos, a escola estadual Antonieta Ghizini Lenhare, do Jardim Brasília, em Americana, tem abordado o tema em sala de aula e várias atividades vêm sendo realizadas, já que esse problema atinge também crianças e adolescentes.

Os alunos puderam aprender sobre as consequências que a obesidade traz para a saúde das pessoas, entre elas o diabetes, pressão alta e doenças cardiovasculares.

"Há menos de uma década, a mídia focava principalmente a fome que assolava o mundo. Hoje, o principal foco gira em torno dos distúrbios alimentares, como obesidade, anorexia, bulimia, entre outros. A questão da alimentação inadequada é muito mais ampla do que a fome ou excesso de comida. É preciso orientar nossos alunos, já que é comum adolescentes encararem como normal o excesso de peso, quando, na verdade, isso pode se tornar um grave problema de saúde", opinou a coordenadora da escola, Daniela Moretti.

Educação Física Escolar

Outro ponto discutido nas aulas foram as causas que levam ao crescente número de pessoas com excesso de peso, como, por exemplo, as mudanças na alimentação (há mais comida industrializada e muitas pessoas preferem fazer refeições fora de casa) e a falta de exercícios físicos.

Nas aulas de Educação Física, os alunos recebem orientações sobre a importância das atividades físicas acompanhadas por um profissional e discussões são promovidas para ajudar os jovens a terem uma relação saudável com a comida. "Atualmente a obesidade atinge todas as faixas etárias devido a uma alimentação inadequada e ao sedentarismo, mas todos já sabem como evitar esse mal, fazendo uma alimentação saudável e praticando atividade física regularmente", relatou a professora de Educação Física Rosimara Aguiar S. Dani.

Preocupação

Essas recomendações também foram destacadas pelos pais dos alunos, que responderam a um questionário. "Procuro incentivar meu filho a praticar esporte, mas hoje a TV e a internet fazem com que as crianças percam o interesse por outras atividades e brincadeiras. Mas, tenho buscado alternativas, quando vou fazer caminhada levo meu filho junto", ressaltou Deise Pedromilo, mãe de aluno.

Conforme o texto coletivo produzido pelos alunos da 6ª A, outro tema abordado foi o bullying, pois jovens acima do peso podem ser vítimas de "zoação" dos colegas e pais e professores devem estar sempre atentos para que isso não provoque conflitos ainda maiores.

"As pessoas que querem perder peso devem ser alertadas sobre os perigos das dietas milagrosas e, caso haja necessidade, devem procurar ajuda de profissionais especializados", concluiu Ingrid Alves da Cruz, aluna da escola.

Por Leslie Cia Silveira

 

 

FONTE: http://www.educacaofisica.com.br

Voltar